• Em Destaque

    Arqueólogos encontram evidências da mais antiga cervejaria britânica

    Fragmentos do processo de fabricação de cerveja encontrados no sítio arqueológico junto às obras da estrada têm mais de 2,4 mil anos Foto: Divulgação/Mola Headland Infrastructure
    Arqueólogos encontraram o que acreditam ser as evidências mais antigas de uma cervejaria britânica achadas até agora. Datados de cerca de 400 a.C., ou mais de 2,4 mil anos atrás, os restos de processo de fabricação da bebida foram desencavados durante obras para melhorias de uma estrada na região de Cambridgeshire, no Leste da Inglaterra, relata o jornal britânico “The Guardian”.

    Orçadas em 1,5 bilhão de libras (quase R$ 7,2 bilhões), as obras estão sendo acompanhadas de perto por uma equipe de cerca de 250 arqueólogos da Mola Headland Infrastructure, joint-venture liderada pelo Museu de Arqueologia de Londres. Ao todo, os especialistas estão investigando 33 sítios ao longo da construção, no que é um dos maiores projetos de arqueologia já feitos no Reino Unido.

    Um dos especialistas da equipe é a arqueobotânica Lara González, responsável pela descoberta e que comparou seu trabalho a procurar uma agulha em um palheiro.

    - Sabia que estava diante de algo especial quando olhei estes fragmentos no microscópio – contou ao “Guardian”. - A microstrutura destes restos claramente foi alterada por um processo de fermentação, com bolhas de ar típicas daquelas formadas pela fervura e maceração do processo de fabricação de cervejas.

    Os sinais da cervejaria mais antiga do Reino Unido, no entanto, são apenas o último dos vários achados trazidos pelo projeto arqueológico junto às obras. Entre outras descobertas já relatadas estão de vilas medievais e anglo-saxônicas inteiras, 342 sepultamentos, dezenas de broches romanos, uma flauta de ossos e os restos de um mamute de mais de 130 mil anos, além de um paiol e raras moedas do Império Romano, um pente de chifre de veado do século VIII e cerâmicas antigas diversas.

    - São descobertas incríveis que estão ajudando a moldar nossa compreensão sobre como a vida em Cambridgeshire se desenvolveu ao longo da História – resumiu Steve Sherlock, arqueólogo junto à Highways England, estatal responsável pela operação, manutenção e melhorias das estradas inglesas, também ao "Guardian". - É um fato bem conhecido que as antigas populações usavam o processo de fabricação de cerveja para purificar a água e criar uma fonte segura de hidratação, mas esta é potencialmente a mais antiga evidência deste processo sendo realizado no Reino Unido.

    Fonte: Jornal O Globo
    • Comente
    • Comente com Facebook

    0 comentários:

    Postar um comentário

    Item Reviewed: Arqueólogos encontram evidências da mais antiga cervejaria britânica Rating: 5 Reviewed By: Matteo Peixoto
    Topo