• Em Destaque

    Arqueólogos encontram vestígios de enterro que ocorreu há 6 mil anos

    OSSOS LOCALIZADOS EM SÍTIO ARQUEOLÓGICO NA NICARÁGUA (FOTO: DIVULGAÇÃO)
    Uma investigação realizada em uma vila na Nicarágua revelou um dos mais antigos enterros já observados na América Central: de acordo com os arqueológos que participaram da descoberta, a ossada encontrada tem ao menos 6 mil anos. Após uma análise em laboratório, os cientistas afirmaram que tratava-se de uma mulher com 1,5 metro de altura e que estava gravemente machucada quando morreu.

    Os restos mortais foram encontrados em uma cova no formato oval que foi forrado com sedimentos encontrados na região, como conchas e basalto. Em colaboração com as populações indígenas tradicionais que vivem na costa da Nicarágua, os arqueológos escavaram mais de dois metros de terra até encontrar a ossada da antiga habitante da região.

    Por conta das características da cova, os cientistas afirmam que a mulher passou por um ritual fúnebre antes de ser enterrada: seu cadáver foi depositado cuidadosamente no local, com as pernas flexionadas junto a parte superior de seu corpo.

    ILUSTRAÇÃO SIMULA A POSIÇÃO EM QUE MULHER FOI ENTERRADA (FOTO: DIVULGAÇÃO)
    Após o registro da descoberta, os restos mortais foram levados para uma análise mais precisa de suas características: de acordo com os participantes da pesquisa, a mulher tinha de 25 a 40 anos quando morreu e tinha a musculatura de seu antebraço bastante desenvolvida — indicando sua participação em atividades braçais intensas. Não é possível determinar a causa de sua morte, mas foram encontrados diferentes machucados em seus ossos.

    Fonte: Revista Galileu
    • Comente
    • Comente com Facebook

    0 comentários:

    Postar um comentário

    Item Reviewed: Arqueólogos encontram vestígios de enterro que ocorreu há 6 mil anos Rating: 5 Reviewed By: Matteo Peixoto
    Topo