• Em Destaque

    Nova espécie de dinossauro com "asas de morcego" é descoberta na China

    DESCOBERTA DE UM DINOSSAURO QUE TINHA ASAS PARECIDAS COM AS DE UM MORCEGO PODE AJUDAR A ENTENDER MELHOR A EVOLUÇÃO DAS ASAS DE ANIMAIS PRÉ-HISTÓRICOS (FOTO: CHUNG-TAT CHEUNG/ MIN WANG)

    Uma nova espécie de dinossauro com asas membranosas que lembram as asas de um morcego foi encontrada na China. Paleontólogos descobriram que a criatura, nomeada Ambopteryx longibrachium, pesava apenas 300 gramas e viveu há 163 milhões de anos.

    O achado “muda completamente a nossa ideia da evolução dos dinossauros. Nós imaginávamos que eles tinham asas com penas, mas essa descoberta altera como nós entendemos a origem da capacidade do vôo”, contou Min Wang, pesquisador da Acadêmica de Ciências da China, ao jornal The Independent.

    O bicho, embora apresentasse estruturas membranosas para voar, vivia entre dinossauros que possuíam penas – animais com penas evoluíram mais tarde e originaram os pássaros que existem hoje em dia. Enquanto isso, os morcegos só evoluíram após a extinção dos dinossauros, que ocorreu há 66 milhões de anos.

    FÓSSIL DO AMBOPTERYX LONGIBRACHIUM (A). RECONSTRUÇÃO DOS OSSOS (B). ASA MEMBRANOSA (C).
    IMAGEM DO CONTEÚDO DO ESTÔMAGO (D). (FOTO: MIN WANG)

    “Pelo menos oito a dez espécies de dinossauros, na mesma época, tinham asas penadas, mas apenas dois tinham asas membranosas", explicou Wang. "O registro de fósseis não está completo e o dinossauro de penas se dispersou mais, então acho que ele evoluiu antes."

    O Ambopteryx longibrachium pertence ao grupo scansoriopterygids, composto por criaturas que pulavam em árvores e tinham longos dedos. O dinossauro é similar a outro animal descoberto em 2007, na China, chamado Yi Qi, que fora a primeira espécime encontrada com asas parecidas com as de um morcego.


    Fonte: Revista Galileu
    • Comente
    • Comente com Facebook

    0 comentários:

    Postar um comentário

    Item Reviewed: Nova espécie de dinossauro com "asas de morcego" é descoberta na China Rating: 5 Reviewed By: Bruno Angelim
    Topo